Open House na Sinnatrah

No último domingo de abril, dia 27, Ana Rüsche, Tallita Costa e eu, fomos a festa de inauguração da nova sede da Sinnatrah Cervejaria-Escola.

A Sinnatrah Cervejaria-Escola surgiu da ideia de dois biólogos apaixonados por cerveja e hoje, contando com cinco membros, ministra cursos, palestras e degustações, além de oferecer uma série de serviços e produtos para bares, restaurantes e cervejeiros.

Conheci a Sinnatrah ainda no ano passado quando me animei a produzir minha primeira, e por enquanto única, cerveja. Nas pesquisas pela internet sobre receitas, equipamentos e insumos me deparei com eles e desde então tenho acompanhado o crescimento do grupo. Além da aquisição dos insumos da minha primeira brassagem, já tive oportunidade de passar um carnaval com eles, na antiga sede. Logo não poderia perder a inauguração desse novo espaço, agora bem mais próximo ao metro Vila Madalena. Uma proximidade, aliás, muito bem vinda! Continuar lendo

Anúncios

Manual Prático de como atender minas que curtem as artesanais

women-drinking-beer

O post de hoje surgiu de conversas com as amigas e algumas experiências próprias, muitas vezes traumáticas, que mostram: não está fácil para as minas que gostam de cerveja artesanal!

Quando a breja chega na mesa, o garçom sempre troca seu copo com o do namorado/amigo/conhecido por causa do estilo? Quando você pede sugestão para o vendedor/garçom sobre o que beber, ele sempre te oferece aquela Kriek Boon,  Morte Súbita de Cereja? Amiga, você não está sozinha e esse post é a sua cara!

Não sabe o que fazer quando uma mina chega no teu bar/loja/empório super decidida e compra uma IPA? Ou quando ela te pede dicas e sugestões, você sempre opta pelas ditas “cervejas de mulherzinha” e ela torce o nariz pra você? Esse post definitivamente é pra você!

Entendendo a problemática, querido amigo, cola com a gente e pega essas dicas de sucesso:

Continuar lendo

Dica do dia: comprando copos pra cerveja em SP

 

Você que gosta de cerveja, já deve ter visto ou ouvido falar que cada estilo de cerveja tem seu copo ideal (ou seja, aquele que melhor favorece as características da breja – espuma, aroma etc). Depois de aprender isso geralmente a vontade que segue é de sair comprando loucamente todos os copos da cidade – e aí que no meio do caminho tem não só uma, mas duas pedras:

1) Se você não é ryco, phyno e glamuroso fica difícil investir $
2) Onde encontrar os benditos?

Continuar lendo