A minha última Colorado ou “como perder uma cliente fiel em 30 segundos”

“A Colorado foi uma das primeiras cervejas da qual eu gostei… Na vida. Provavelmente foi a primeira artesanal brasileira que tomei. Appia: trigo com mel. A adição de ingredientes tipicamente brasileiros desperta a curiosidade até dos menos familiarizados com a “cena” cervejeira. Tenho certeza de que não sou a única, muita gente descobriu as cervejas brasileiras através da Colorado. Me lembro do Brasil Brau de 2011, quando eles levaram o protótipo de Berthô – sabia que tinha encontrado uma cervejaria pra chamar de minha!

De 2011 pra cá, muita coisa mudou, mas a Colorado continuou na mesa, no bar e no carrinho do supermercado. Trouxemos ela (eu e a Ana) pro Hildegarda, como um bom exemplo de cerveja brasileira. Cerveja justa, cerveja de confiança. Não consigo contar quantas vezes indiquei os rótulos pros amigos ou os convenci de que PRECISAVAM visitar a fábrica.

No mês passado fui a um mercado, olhei na prateleira e, por vontade, por saudade e por fidelidade peguei uma garrafa de Demoiselle e coloquei no carrinho. Ela ficou aqui, esperando o momento certo pra ser apreciada. Nem eu nem ela sabíamos que ela seria minha última Colorado. Continuar lendo

Anúncios